Um retrato, 3 milhões de pontos

© Miguel Endara Fazer retratos de amigos e familiares é comum. Agora fazê-lo apenas com pontos já não é assim tanto. Foi o que Miguel E...

© Miguel Endara

Fazer retratos de amigos e familiares é comum. Agora fazê-lo apenas com pontos já não é assim tanto. Foi o que Miguel Endara fez quando decidiu fazer um retrato do seu pai. A imagem resulta de mais de 3 milhões de pontos - desde o primeiro até ao último, a obra demorou 210 horas.


Artigos relacionados

7 comentários