Entrevista: O Estilista Bracarense

O post and pin quis saber mais sobre o blog de street style de Braga intitulado “ O Estilista Bracarense ”, que conta com fotos inspirado...

O post and pin quis saber mais sobre o blog de street style de Braga intitulado “O Estilista Bracarense”, que conta com fotos inspiradoras de looks que vão passeando pelas ruas desta cidade. O responsável pelo blog é o João Mota, fotógrafo freelancer, amante das artes e da Moda.
Deixo-vos com a entrevista, espero que gostem.


Fale-nos um pouco sobre si e o sítio em que vive.
Sou o João Mota, fotógrafo freelancer.
Desde muito novo estou ligado às artes e, por aí, segui o meu caminho, pois achei que era a área que mais me despertava e me proporcionava o sentido da vida. Segundo os meus antigos professores, sempre tive aptidão para estas áreas, no secundário era um dos melhores alunos em todas as disciplinas que fossem ligadas às artes. Também tive umas breves aulas de música, das quais, o meu professor dizia que tinha muito jeito - orgulho-me deste facto, pois sempre estive muito ligado à música - para mim é aquela arte que influencia todas as outras: a fotografia, a pintura, o cinema, a moda, etc; e claro, no dia a dia, não passo sem música.
A fotografia foi aquela área que decidi investir e levar mais a sério, fazendo dela a minha profissão.
Braga é uma cidade belíssima, muito inspiradora, e vai ser sempre a minha cidade berço, mesmo que, por motivos profissionais ou pessoais, mude de cidade. Acho que ainda tem muito que crescer - vejo-a a crescer de dia para dia lentamente, mas ainda é muito pequenina. No entanto, é uma cidade que, neste momento, tem bons alicerces na área da moda; temos bons profissionais em diversas vertentes como a consultadoria de imagem, tailoring, entre outros.

Existem muitos blogs/sites de street style mas Braga poderia ser considerada uma cidade menos provável para este efeito. De que forma é que encontrou potencial nesta cidade?
Não acho de todo menos provável, foi precisamente por achar que tinha algum potencial que decidi dar o pontapé de saída com a criação do blogue.
Que tenha conhecimento ainda ninguém tinha ousado embarcar nesta “aventura”. Eu já andava para fazê-lo há bastante tempo… aproveitei também o facto de já estar ligado á fotografia.
Em Braga as pessoas até são amistosas em relação ao streetstyle, pensei que seria pior, mas até encaram bem o proposto, depois é só uma questão de sermos simpáticos, sempre sorridentes e termos uma grande lata (risos). Braga precisa de pessoas que ousem nestes e mais projectos. Nem que não corram bem, o que interessa é fazer. Muito melhor que ficar sentado a falar e a reclamar sem fazer nada, o que acontece muito por cá.

Até agora foi fácil ou difícil encontrar looks inspiradores nas ruas de Braga?
Não é difícil, se andarmos com os olhos bem abertos e muita atenção encontrámos visuais realmente inspiradores nas ruas de Braga. Claro que não será tão fácil como em cidades maiores, como Milão ou Paris… exige mais dedicação, mais perícia.


Como é que compararia o cenário de moda bracarense com outras cidades maiores/capitais da moda?
Acho que a moda bracarense não está nada mal, mas ainda tem muito que ousar. Eu acho que ainda somos uma cidade muito presa a preconceitos, ideias muito instituídas.
Conheço pessoas que têm uma grande capacidade de criar estilos, looks espectaculares, no entanto têm receio de andar com x ou y peça porque pode parecer mal ou porque vai ser comentado ou observado… talvez se um dia essas
pessoas com essa alma criativa criarem flash mobs a partir do facebook por exemplo ou meetings, em que se juntem em pontos centrais da cidade, as coisas mudem, porque não?

A primeira coisa que repara no outfit de uma pessoa é:
É algo instintivo, o look da pessoa tem que ter algo que me desperte a atenção, algo intrigante.
Há looks que fazem parte daquela pessoa; não os imaginas na tua pele, no entanto, nessa pessoa cai que nem uma luva. Isso é fascinante, é algo tão pessoal e carismático. Os adolescentes também são muito criativos em looks e são dos que mais ousam no que toca a vestir.

Qual é o modo de selecção que utiliza para seriar as pessoas que aparecem no seu blog?
Não tenho um método se selecção rigoroso… Há dias que posso fotografar 1 ou 5 looks, vou postando, mas nunca me esqueço de ninguém (risos).

Como é que se começou a interessar por moda e quão importante ela é hoje em dia para si?
Em fotografia é uma das áreas que mais me fascina e que ainda estou a explorar; pessoalmente sempre gostei de estar a par de tendências, então foi espécie de uma bola de neve, comecei a comprar assiduamente revistas de moda nacionais e internacionais, a fazer contactos pelo facebook, a visitar blogues, muitos blogues… Temos um mundo imenso em blogues de moda dos mais diversos tipos, digamos que hoje em dia só não está na moda, quem não quer!
Para mim hoje em dia a moda é importante no sentido que faz parte do meu trabalho e porque gosto de cultivar o meu próprio estilo.

Descreva-nos o seu estilo.
É muito pessoal, sou muito variado e gosto de usar muitas coisas. Adoro isso e de fazer combinações de casual e desportivo com formal, por exemplo.

Onde procura inspiração e influências.
Em revistas, blogues, catálogos, filmes e, muitas vezes, na rua. No entanto para ser um bocadinho mais específico, deixo-vos alguns sites e blogues que valem a pena:
Sítio preferidos para fazer compras.
Gosto muito das h&m, acho que têm sempre peças fantásticas e muito versáteis, além de serem acessíveis. Acho que uma pessoa para andar com estilo, não precisa de gastar muito dinheiro e a h&m é um desses sítios. Gosto muito e das que fazem parte do mesmo grupo, a Zara; também gosto muito da Massimo Dutti e das lojas da Lacoste - acho que a Lacoste tem uma linha de roupa fabulosa, embora não tão acessível a todas as carteiras. Estes são alguns dos sítios onde eu gosto de fazer compras, mas há muitos mais, aliás o ideal é sempre explorar sítios variados e nunca pensar que só porque vamos às lojas de grandes marcas ou de estilistas com nome, estamos bem vestidos, isto é um erro que, infelizmente, ainda há pessoas que cometem.

Uma regra da moda que se deve quebrar:
Todas!

Uma regra da moda que não se deve quebrar:
Nenhuma! Como disse em cima, quebrem-nas todas, façam o vosso próprio estilo, criem! Para mim, a essência da moda está aí.

Artigos relacionados

5 comentários

  1. Gostei muito da entrevista, Sara!

    Estou para aqui a ver o Estilista Bracarence de uma ponta à outra :)

    ResponderEliminar
  2. Gostava que lesses este post e me dissesses qual a tua opinião :)
    Conto contigo :)
    http://lifeofametropolitangirl.blogspot.com/2011/07/preciso-da-vossa-opiniao.html

    ResponderEliminar
  3. Like it!!! :D*

    xoxo,
    http://ivaniadiamond.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. a Zara não é do mesmo grupo da h&m!!! Fail

    ResponderEliminar